quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

Presidido por Mário Ribeiro Filho, Sindicato dos Servidores passa a ser entidade regional [Confira todo o estatuto do SINDIURUAÇU E REGIÃO clicando nas imagens contantes na reportagem

Assembleia Geral Extraordinária: novidades e atuação regional – Fotos: Márcia Cristina e Jota Marcelo

Marinho, presidente do hoje SINDIURUAÇU E REGIÃO, durante a Assembleia: “Estamos criando um Departamento em cada cidade, que terá um sindicalizado representante oficial local”, informa

Doutor Wesley Fantini, especialista advogado na área sindical brasileira que, no decorrer da Assembleia, fez diversos esclarecimentos e respondeu todas as indagações feitas, além de ter dialogado com vários participantes

Assembleia: participação de servidores locais e de fora



Ao final de calma e transparente Assembleia, alteração estatutária aprovada por unanimidade (foto acima)



Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Uruaçu, Campinorte, Nova Iguaçu de Goiás, Alto Horizonte, Mara Rosa, Amaralina, Estrela do Norte, Mutunópolis, Barro Alto, Santa Rita do Novo Destino e Nova Glória (SINDIURUAÇU E REGIÃO): uma nova realidade, um novo fato – Imagem: SINDIURUAÇU E REGIÃO/Divulgação

SINDIURUAÇU E REGIÃO recebeu sinal verde do prefeito Valmir Pedro (dir.)
 para diálogos, parcerias e vasto apoio ao funcionalismo público – Fotos: Márcia Cristina. Imagens: Divulgação

Em clicada de setembro de 2016 na capital federal, os presidentes Marinho (SINDIURUAÇU E REGIÃO) (4º - esq.) e João Domingos (CSPB) (3º - esq.) – Foto: Márcia Cristina

O SINDIURUAÇU atende agora pelo nome de fantasia SINDIURUAÇU E REGIÃO.
Presidido por Mário Ribeiro Filho (Marinho), o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Uruaçu (SINDIURUAÇU) tem nova denominação: Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Uruaçu, Campinorte, Nova Iguaçu de Goiás, Alto Horizonte, Mara Rosa, Amaralina, Estrela do Norte, Mutunópolis, Barro Alto, Santa Rita do Novo Destino e Nova Glória (SINDIURUAÇU E REGIÃO).
Além da atuação na sede, Uruaçu, a entidade passa a atender em outras dez cidades. No total, são oito da região Norte e três da região do Vale do São Patrício.
“Estamos criando um Departamento em cada cidade, que terá um sindicalizado representante oficial local”, comenta Marinho, aproveitando e renovando, novamente, estimula: “Convidamos que mais servidores uruaçuenses, e também agora, o funcionalismo público de cada uma dessas localidades, filiem no Sindicato, pois sempre tivemos e temos o propósito de lutar em defesa das causas do trabalhador público municipal”.
O Sindicato, composto pelo conjunto dos servidores públicos e demais trabalhadores  e inativos de sua base territorial, possui 13 prerrogativas, entre elas, colaborar com órgãos técnicos e consultivos no estudo e soluções dos problemas que se relacionem com a categoria.

Assembleia
Em meados de dezembro do ano passado, foi realizada Assembleia Geral Extraordinária em Uruaçu para exposições, debates, apreciações e, aprovação ou não das propostas. Diretores, filiados locais e de fora participaram do ato, que teve ampla divulgação nos dias antecedentes, inclusive no Diário Oficial do Estado de Goiás (DOEGO) (Goiânia) (em novembro) e, nos jornais Diário da Manhã (Goiânia) (edição de 23/11/16, seção Classificados), Jornal Cidade (versões eletrônica e impressa) (Uruaçu) (links INFORMES > http://www.jotacidade.com/servicos/exibir.php?noticia_id=518&noticia_link=7&noticia_data=21-11-2016%2016:11:21 e EDIÇÕES ANTERIORES [edição 246, de 1º a 15/11/2016, página 4]) e Correio Popular (Uruaçu) (edição 372, da segunda quinzena de novembro de 2016, página 2).
A vigência de cada mandato foi ampliada de três para cinco anos. O atual – 1º de janeiro de 2015 a 31 de dezembro de 2017 – foi prorrogado para 31 de dezembro de 2019 e, a diretoria permanece a mesma.
As novidades foram aprovadas por unanimidade e o estatuto foi alterado legalmente, tudo em trabalho coletivo da presidência, com participação de outros diretores; e, da assessoria jurídica, liderada pelo advogado Wesley Fantini (doutor Wesley), um dos mais qualificados especialistas do Brasil na área sindical.
Toda a reformulação está de acordo com as orientações internas do Sindicato; e, com as determinações da Justiça Comum; do Ministério do Trabalho e Emprego; e, da Confederação dos Servidores Públicos do Brasil (CSPB), entidade mãe do Sindicato, fundado em 1999 com o nome de Associação dos Funcionários Públicos Municipais de Uruaçu (AFPMU [denominação que se estendeu até 31 de março de 2002]).
“Temos registro no Ministério do Trabalho faz muito tempo e diante dessa alteração, somando, por exemplo, denominação, a base territorial de atuação, prazos, fazemos por meio de requerimento simples junto ao Ministério, tendo documentação juntada, com protocolo na SRTE [Superintendência Regional do Trabalho], em Goiânia. Nesse sentido, tudo também sob a assistência do nosso advogado, doutor Wersley, um dos melhores do Brasil”, especifica Marinho.
Confira 100 por cento do estatuto do SINDIURUAÇU E REGIÃO clicando nas imagens das páginas abaixo.

Atuação de Marinho
Comentando se sentir disposto em continuar ajudando para com “o fortalecimento do movimento do sindicalismo do bem”, Marinho frisa que a dedicação, persistência, honestidade, união, o companheirismo, por exemplo, são fatores importantes para que os resultados sejam alcançados. “No nosso estatuto, está: ‘Lutar pela unificação do movimento do Sindicato, pela base’. É algo importante demais, pois o esfacelamento só prejudica e não estamos ‘brincando’ de fazer sindicalismo, pois só trabalhamos com seriedade e determinação. O Sindicato nunca foi meu ou de outro companheiro em particular ou separado, ele é do funcionalismo público sindicalizado em geral, beneficiando até mesmo, em determinadas situações, quem não é filiado. Somos totalmente legalizados, temos uma sede própria mobiliada, não temos dívida. Algumas pessoas duvidaram e até zombaram do fato de que eu e os meus companheiros de diretoria iríamos construir a sede e, ela está aí de portas abertas”.
Marinho pontua que nos planos constam novos investimentos, entre os quais a ampliação da sede administrativa; a construção de auditório; e, de salão social. Também a tão sonhada compra de um espaço/clube de lazer (mais viável que construir). Da mesma forma, a aquisição de mais mobiliário. De um veículo – “Muitas vezes viajo a serviço do Sindicato em carro de minha família”, expõe o homem que respira sindicalismo quase 24 horas/dia.
“Poder atuar na representação coletiva do funcionalismo público municipal perante as autoridades administrativas e judiciárias é algo que me orgulha muito”, especifica o dirigente, observando que jamais deixou de praticar o diálogo. “Tive portas fechadas, ‘batidas’ em minha cara diferentes vezes. Já fui pessimamente recebido, já fui ignorado, tradado como ninguém, pois sabiam que ali estava um presidente compromissado com as causas do servidor público municipal. E, se não fossem nossos esforços, nem todas as conquistas que tivermos teriam sido alcançadas”, memoriza, completando que algumas pessoas, diante de verdades necessárias, o encaram como inimigo. “Eu não tenho ninguém como inimigo ou pessoa adversária. Apenas faço a minha parte, sem ultrapassar regras e, não desejo maldade para ninguém. Nesse sentido, é que eu digo: ‘Temos que fazer o certo, só o que é certo’”, esclarece.
Tanto na esfera municipal, como na regional, estadual e nacional, Marinho é elogiado por distintas lideranças. Uma delas é João Domingos Gomes dos Santos, presidente da CSPB, uma das maiores entidades sindicais do mundo. Ao Jornal Cidade, disse João Domingo em Brasília, no mês de setembro de 2016: “A nossa luta sindical é árdua e não podemos desistir, pois acima de tudo, está o servidor público. Um fato estimulante para nós, da CPSB, é sabermos que em todos os estados do Brasil temos aguerridos companheiros sindicalistas. Um deles, de destaque absoluto, é o Marinho, que conhecemos há muitos anos, sabemos de todo o esforço dele nas causas, se sacrificando às vezes. O Marinho tem um diferencial: é pessoa humildade e se interessa em resolver. De modo, que eu tenho muito orgulho por tê-lo no meio sindical e de tê-lo como meu grande amigo, por sinal, um dos grandes amigos que tenho em nosso amável estado de Goiás. Aproveito, para enviar um forte abraço para todos de Uruaçu e da região, do estado inteiro”.

Marinho e Valmir Pedro: respeito mútuo
Novo prefeito de Uruaçu, Valmir Pedro (PSDB) publicou na rede social Facebook na primeira quinzena de janeiro: ‘Na Administração anterior o Sindicato dos Servidores não era respeitado pela prefeita [Solange Bertulino {PMDB}]. Agora em nosso governo já dei a ordem para receber e passar todas as informações contábeis e bancárias para o presidente Marinho; ele será tratado como um ‘braço’ da Administração e terá em suas mãos tudo que entrar e sair das contas do município’.
Entrevistado pelo JC na Redação em outubro, Valmir Pedro ressaltou: “Eu disse em todos os meus discursos que só tem uma forma de eu fazer um grande governo: é eu ser parceiro dos servidores públicos, é ter um diálogo com o Sindicato dos Servidores, para a gente governar em harmonia. Vou ser prefeito quatro anos, o servidor público não, ele está lá, muitos anos, vai ficar mais dez, 20, 30 anos. Ficará até aposentar. Eu, que estarei apenas de passagem, quero deixar essa passagem marcada por uma boa relação, respeito e valorização do servidor público”.
Ou seja, em linhas gerais: o respeito do prefeito junto ao funcionalismo público e ao Sindicato presidido por Mário Ribeiro Filho.
O Editorial da edição 250 (de 1º a 15/01/2017) – Parceria SINDIURUAÇU, funcionalismo e Executivo –, destaca a atuação da entidade. Leia:
Relembramos: leia 100 por cento do estatuto do SINDIURUAÇU E REGIÃO clicando nas imagens das páginas abaixo.

 [Clique em cada imagem para ampliar








 [Clique em cada imagem para ampliar









 [Clique em cada imagem para ampliar










[Clique em cada imagem para ampliar

(Jota Marcelo)

Uruaçu – Chaveiro e Guincho Mult Chaves

[Clique na imagem para ampliar

quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

INFORME/COMUNICADO - Nova denominação da entidade sindical... Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Uruaçu, Campinorte, Nova Iguaçu de Goiás, Alto Horizonte, Mara Rosa, Amaralina, Estrela do Norte, Mutunópolis, Barro Alto, Santa Rita do Novo Destino e Nova Glória (SINDIURUAÇU E REGIÃO)

COMUNICADO - Nova denominação da entidade sindical


Comunicamos que agora somos o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Uruaçu, Campinorte, Nova Iguaçu de Goiás, Alto Horizonte, Mara Rosa, Amaralina, Estrela do Norte, Mutunópolis, Barro Alto, Santa Rita do Novo Destino e Nova Glória (SINDIURUAÇU E REGIÃO).
O SINDIURUAÇU E REGIÃO está atuando em onze cidades. Além da atuação na cidade sede Uruaçu, passamos a atender em outros dez municípios (oito da região Norte e três da região do Vale do São Patrício).
Com toda a transição transcorrendo de forma ordeira e transparente, a alteração estatutária foi aprovada por unanimidade na Assembleia Geral Extraordinária realizada em dezembro/2016 e está de acordo com normas internas do Sindicato; e, com determinações da Justiça Comum; do Ministério do Trabalho e Emprego; e, da Confederação dos Servidores Públicos do Brasil (CSPB).
Nosso logotipo está atualizado. Nas próximas horas publicaremos todo o conteúdo do novo Estatuto.
Permanecemos à disposição de todos para prestação de quaisquer esclarecimentos, pessoalmente ou através de outros contatos.
Renovamos convite para que número máximo de funcionários públicos possa filiar no SINDIURUAÇU E REGIÃO.
A diretoria permanece a mesma e somos gratos pelo trabalho desenvolvido por cada companheiro. É o sindicalismo do bem, agora regionalizado.

Uruaçu Goiás, 18 de janeiro de 2017.

Atenciosamente,
MÁRIO RIBEIRO FILHO (MARINHO) / PRESIDENTE

domingo, 15 de janeiro de 2017

Rotary Taguatinga Ave Branca doa fraldas geriátricas em Uruaçu

Entrega das fraldas em Uruaçu aconteceu dia 23 de dezembro – Fotos: Márcia Cristina/Jornal Cidade

Abrigo: rotariano Juarez Malta e a coordenadora Helen Cristina
Voluntária Denia Notto (ladeada por idosa do Abrigo) participou da ação social na condição de voluntária
 
Abrigo contava na data com 43 idosos 

Juarez Malta, presidente da Comissão de Projetos Humanitários (do Rotary Club Taguatinga Ave Branca): ligação afetiva com Uruaçu e atuação social 

Alacir Freitas (Sil), Padre Crésio Rodrigues e Juarez Malta 

Representações religiosas também foram contempladas para que as fraldas fossem distribuídas em suas atividades assistenciais. Voluntariado também (além dos já listados nas legendas e no texto da reportagem) de Josimar Nogueira (Subsecretaria) (2º - esq.) e do casal (dir.) Marizete Carvalho (assistente social/Subsecretaria)/Chiquinho

O Rotary Club Taguatinga Ave Branca, sediado na conhecida cidade satélite do Distrito Federal, desenvolveu uma ação social em Uruaçu dia 23 de dezembro último, beneficiando idosos do Abrigo Filantrópico Flor de Acácia e famílias de baixo poder aquisitivo assistidas pelas Paróquias São Sebastião e São José Operário.
Trata-se de pacotes de fraldas descartáveis geriátricas, de grande utilidade e uso frequente por muitas pessoas.
A iniciativa partiu de Juarez de Almeida Malta, que preside a Comissão de Projetos Humanitários, uma das atuais Comissões de Trabalho do Rotary Taguatinga Ave Branca, tem também Maria Dagmar dos Santos de Lima como membro.
O rotariano Juarez Malta fez a doação de 30 pacotes em duas etapas – na sede do Abrigo e, no auditório da Subsecretaria Regional de Educação de Uruaçu (SRE). O Abrigo, com 43 idosos na data e representado pela coordenadora Helen Cristina, ficou com 15 unidades. E, as Paróquias, representadas por Padre Crésio Rodrigues (desde 1º de janeiro, secretário municipal da Promoção Social uruaçuense), com outros 15 pacotes.
Juarez Malta, morador de Uruaçu por décadas e com familiares residindo na localidade do Norte goiano, é grato aos que ajudaram direta e indiretamente para com a realização do ato social, entre os quais Alacir Freitas Carvalho, que há quase duas décadas presta relevantes serviços na Paróquia São Sebastião. Popularmente chamado de Sil, ele é vereador-presidente da Câmara Municipal de Uruaçu; Francisco Carlos (Chiquinho), superintendente municipal de Assuntos Institucionais da Prefeitura; a direção do Jornal Cidade; e, as pessoas já mencionadas.
Narrando que milhares de pessoas carecem de apoios dos mais variados nas zonas urbana e rural, Sil solicitou que novas etapas da doação possam sem praticadas em Uruaçu, além da destinação de outros benefícios para os que realmente necessitam. Inclusive, espontaneamente Sil se prontificou em se tornar voluntário do Rotary, sem envolvimento político algum quando do exercício de tais funções, algo que o mesmo já faz muito bem em relação aos trabalhos dentro da Igreja Católica.
Em estada com Sil, Chiquinho e os editores do JC, Juarez Malta salientou que o Rotary tem interesse de abrir um Distrito em Uruaçu, algo que ocorreria após bem organizadas etapas de atividades de implantação, a primeira sendo uma visita oficial in loco da direção, com posterior ida de uma comitiva até Taguatinga. Todas as partes uruaçuenses se colocaram à disposição para colaborar.

Projeto Fraldas Geriátricas
Em 2011, o Rotary Club Taguatinga Ave Branca, fundado em 2 de abril de 1992, pertencente ao denominado Distrito 4530 e hoje presidido por Francisco Hernando da Palma Beserra (2016-17), concluiu a construção e a instalação de uma fábrica de fraldas geriátricas. Desde então foram fabricadas e distribuídas cerca de 100 mil unidades.
Para a fabricação de fraldas há a participação de todos os membros da entidade e também da comunidade, gerando grande união. Também são feitas parcerias com outros Clubes da região, com os mesmos utilizando a fábrica, integrando companheiros de várias sedes.

Alfabetização
Além do Projeto Fraldas Geriátricas, Juarez Malta comentou, entre outros, o Projeto Alfabetização Cidadã, que, em informações da entidade, é uma iniciativa social de alfabetização de jovens e adultos, em parceria com a Universidade Católica de Brasília (UCB), ‘que concede benefícios de superação do analfabetismo, desenvolvendo potencialidades e capacidades relacionadas à leitura, a escrita, às tecnologia de linguagem, dentro de um quadro amplo de educação para a cidadania, destinados a todos que não têm a oportunidade de serem beneficiados, principalmente os que vivem em situação de risco e vulnerabilidade social’. E: ‘Durante um ano inteiro, alunos têm aulas que ensinam a ler e escrever e também prepara esse adultos para diversos desafios que poderão enfrentar na vida, como o preenchimento de uma ficha de emprego ou crediário’.

112 anos
Informações transcritas, sob adaptações, da representação: o Rotary International (RI), que no mundo conta com o apoio de voluntários, integrantes do clube de serviço e da sociedade, completará dia 23 de fevereiro, 112 anos de existência, presente em 218 países. O objetivo da organização mundial é reunir pessoas com habilidades profissionais distintas em benefício da humanidade através de programas estruturados pela própria organização ou através da Fundação Rotária. “Os rotarianos espalhados em todo o mundo reúnem as lideranças da comunidade para analisarem os problemas da sociedade e apontarem soluções, através dos programas rotários”, comentou cerca de um ano atrás o diretor do Rotary International, o empresário José Ubiracy Silva, associado do Rotary Club do Recife, no Distrito 4500 do Rotary International. “A data não pode e não deve passar despercebida, afinal, não é qualquer organização que passa dos 100 anos de atividades diretas em favor de uma humanidade melhor”, ressaltou.
Prosseguindo, com as informações da entidade, frisa-se que, no Brasil através, de lei federal número 6.843, de 3 de novembro de 1980, foi instituído o Dia Nacional do Rotary, comemorado sempre no dia 23 de fevereiro, data da fundação da organização mundial em 1905, pelo advogado Paul Harris, em Chicago, Estados Unidos. A proposta aprovada pela Câmara dos Deputados foi do Governador do Distrito 4510 do Rotary International, Gestão 1985-86, o médico Antônio Zacharias, associado do Rotary Club de Presidente Prudente, na região Oeste do interior do estado de São Paulo, quando teve a oportunidade de estar como deputado federal.
Atualmente no território nacional existem quase 2,5 mil clubes rotários, distribuídos em quase 50 Distritos do RI, com mais de 56 mil rotarianos associados a um Rotary Club. No Mundo, são mais de 36 mil clubes rotários, distribuídos em [dados do início de 2016] 218 países, com 1,230 milhão rotarianos associados a um Rotary Club em 550 (em média) Distritos Rotários.

Fundador
Paul Perci Harris, advogado, foi o fundador do Rotary, a primeira e mais internacional organização de clubes de prestação de serviços humanitários. Dia 23 de fevereiro de 1905, ele estabeleceu a primeira Associação juntamente com outros três homens de negócios: Silvester Schiele, um comerciante de carvão; Gustavo Loehr, um engenheiro de minas e Hiram Shorey, um alfaiate.
Associação a quem denominou o clube recebeu o nome Rotary, pois os associados se reuniam em rodízio nos respectivos locais de trabalho. Algumas das datas importantes na história como: 1905 a fundação do Rotary Club de Chicago (EUA); 1911, a internacionalidade do Rotary; 1917, a criação da Fundação Rotary; 1923, a fundação do primeiro Clube Rotário no Brasil, no Rio de Janeiro-RJ; e, em 2005 o ano do centenário da organização.
Paul faleceu em Comely Bank (Edimburgo, capital da Escócia, Reino Unido) dia 27 de janeiro de 1947, com 79 anos e, foi enterrado no cemitério Mount Hope, nos arredores de Blue Island (cidade do estado de Illinois [Estados unidos]), perto da sepultura de seu velho amigo Silvester Schiele. Após a morte de Paul, Jean retornou à Escócia, sua terra natal, onde faleceu em 1963, com 82 anos. Em Meu Caminho para Rotary, Paul Perci Harris atribui os valores nele incutidos por seus avós e vizinhos, a base que o levou à concepção de Rotary: “O Rotary nasceu do espírito de tolerância, boa fé e serviço, qualidades ‘Características’ de meus familiares e companheiros de infância na Nova Inglaterra. Tenho tentado transmitir minha fé nesses valores a outros ‘Seres’ humanos, com a mesma intensidade com que ela brilha dentro de mim”.

(Jota Marcelo e Márcia Cristina. Com informações do Rotary)

quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

‘TeNpo 2016’ – Ponto de Cultura do GTLO porporciona nova etapa de arte e diversão em Porangatu

15ª edição da Mostra de Teatro Nacional de Porangatu: parte do elenco e Bonecões do Ponto de Cultura do Grupo Teatral Limpando o Olho, de Uruaçu, durante o evento – Fotos: Divulgação

Do coordenador Antônio Eckert, também animador cultural e diretor do GTLO: “Atores puderam expressar todo o amor e carinho que têm pelo ‘CIRCO’”

Espetáculo do GTLO na sua lona, no TeNpo 2016: público prestigia com entusiasmo

Apresentação do Boca do Lixo, de Anápolis e parceiro do GTLO

Interação entre a direção/os artistas do Ponto de Cultura do Grupo Teatral Limpando o Olho com a criançada é reconhecida nacionalmente. A foto retrata essa realidade, uma vez mais praticada na 15ª Mostra de Teatro

Artistas circenses/teatrais em Porangatu: GTLO é uma das referências em Goiás

Antônio Eckert (2º - dir.) e uma parte dos artistas/comediantes do GTLO/e aliados: “O Grupo Teatral Limpando o Olho fortalece a carreira dos artistas, promove a diversidade cultural para a população das cidades que visitamos, através do circo e das artes cênicas”

Raquel Teixeira: “A interiorização da cultura é importante e, no caso da ‘Mostra de Teatro’, as apresentações são gratuitas e livre para todos os públicos” – Foto: Mônica Salvador/Seduce

Prefeito de Porangatu, Pedro Fernandes: com inovações, novas estruturas e comandos, a área cultural da cidade nortense só tem a ganhar – Foto: Divulgação/Prefeitura

Nesta e nas duas próximas imagens [clique nelas para ampliar], a Seduce destaca parte da participação do Ponto de Cultura do GTLO na 15ª Mostra de Teatro Nacional de Porangatu...

...Transcorrida entre 8 e 11 de dezembro...

…Na cidade de Porangatu, Norte goiano

Nesta a Seduce enaltece apresentação do Boca do Lixo

Mais uma vez o Ponto de Cultura do Grupo Teatral Limpando o Olho (GTLO), sediado em Uruaçu, foi convidado para participar da 15ª Mostra de Teatro Nacional de Porangatu (TeNpo), realizada entre 8 a 11 de dezembro de 2016, uma realização do Governo de Goiás, via Secretaria de Estado de Educação, Cultura e Esporte (Seduce), com programação gratuita e, em parceria com a Prefeitura de Porangatu e o parceiro cultural Instituto de Desenvolvimento Econômico e Socioambiental (Idesa).
“Como já de tradição – o Ponto de Cultura Grupo Teatral Limpando o Olho participa há sete anos do ‘TeNpo’ –, instalamos nosso circo em um bairro de Porangatu e, as portas abertas para toda a comunidade poder participar das oficinas de circo livre, para todas as idades, ministradas pelos animadores Culturais do GTLO”, comenta o coordenador Antônio Eckert, também animador cultural e diretor da entidade, emendando todo satisfeito: “O público também assistiu os espetáculos do Projeto/Grupo Boca do Lixo, de Anápolis Goiás e, do nosso Grupo Teatral Limpando o Olho e, os cortejos pelas ruas de Porangatu. Aliás, os cortejos este ano tiveram uma atração que chamou muito a atenção: os Bonecões do GTLO e do Grupo Boca do Lixo”.
Na cidade nortense, dentro da programação intensa, recheada de artistas, muita música, luzes variadas, drama e comédia empolgantes, outro momento forte, marcante foi a data 10 de dezembro. “Nesse dia, celebramos o ‘Dia do Palhaço’ e, para comemorarmos em grande estilo, preparamos um grande espetáculo, o ‘Show da Alegria’, do GTLO, com duas horas de duração e sem intervalo”, explana Eckert, acrescentando: “Com a participação especial do Ponto de Cultura Cidade Livre, de Aparecida de Goiânia e, do Grupo Boca do Lixo. Foi realmente um momento mágico, onde público e atores puderam expressar todo o amor e carinho que têm pelo ‘CIRCO’”, ressalta, destacando: tal palavra é tão especial que merece ser grafada com letras maiúsculas.
Em um dos comunicados da Seduce, durante o acontecimento, consta: ‘Comemorando o Dia do Palhaço, o Show da Alegria, do Grupo Teatral Limpando o Olho, de Uruaçu, encheu o circo do TeNpo 2016 e empolgou os pais e as crianças com palhaços, bailarinas, malabaristas, equilibristas e toda a diversão que só um circo pode ter.’.
Raquel Teixeira, titular da Seduce, comenta: a interiorização da cultura é importante. “No caso da ‘Mostra de Teatro’, as apresentações são gratuitas e livres para todos os públicos” e, frisa que Porangatu sempre recebeu de braços abertos as atividades, os espetáculos, artistas, formando grandes públicos”. Para a secretária, a garantia de manutenção dos Festivais culturais já consolidados no Estado são essenciais.

O espetáculo
O Show da Alegria é um espetáculo tradicional, mágico e emocionante, cheio de alegria e diversão para todas as idades, com diversas brincadeiras e, artistas qualificados: palhaços e malabaristas, equilibristas e acrobatas, bailarinas, bonecos.
“Temos também, neste ano de 2016, uma parceria com o Grupo Boca do Lixo, oportunidade para fazemos um trabalho de conscientização ambiental no meio do espetáculo Show da Alegria. Isso tudo faz com que este espetáculo tenha se destacado nos trabalhos que o Grupo Teatral Limpando o Olho vem apresentando e realizando nesses 19 anos de existência”, detalha emocionado, acrescentando: “Realizamos apresentações teatrais e espetáculos circenses. Assim, o Grupo Teatral Limpando o Olho fortalece a carreira dos artistas, promove a diversidade cultural para a população das cidades que visitamos, através do circo e das artes cênicas”.

‘Oficina de Arte Circense’
Iniciativa que recebe elogios públicos partidos de muitas localidades, a Oficina de Arte Circense da companhia – Um passeio nas linguagens do circo e das brincadeiras –, detém admiradores e apreciadores de todas as idades. “O objetivo dessa Oficina de Arte Circense é promover ações explicatórias a partir das diversas linguagens da arte circense”, diz, expondo que a imaginação, o corpo e os objetos, malabares e aparelhos circenses são instrumentos necessários para um mergulho repleto de fantasias.
Oficina se desenvolve com a alternativa entre a vivência e a reflexão, a prática e a teoria, o individual e o coletivo, a concentração e a expansão, o humor e o lirismo, a sala e o pátio, o sol e a sombra e o circo. “Ela, digamos, pretende, de maneira especial, promover um diálogo entre a pedagogia, a brincadeira e a arte circense, entre o aprender-ensinar e o experimentar-criar”, categoriza Eckert, para quem a cultura interiorana de Goiás tende crescer, especialmente se mais eventos, como a Mostra Teatral, se multiplicar.
“Exploramos, prioritariamente, a arte circense da cultura popular ou, da cultura universal – também identificados, como o ‘folclore’, a ‘cultura espontânea’, a de ‘domínio público’”. A Oficina funciona, ainda, como um verdadeiro “elixir alegórico”, algo tonificante para o diálogo e as suas abracadabrantes pedagogias, verbaliza informativo do Ponto de Cultura do GTLO.
Em outro comunicado da Seduce está: ‘Ainda de olho nas artes circenses, o grande circo montado para o TeNpo também vai oferecer a Oficina de Arte Circense, com o Grupo Teatral Limpando o Olho. A proposta é fazer um verdadeiro passeio nas linguagens do circo e das brincadeiras, por meio dos objetos e aparelhos circenses, do corpo e da imaginação. O Grupo Teatral, coordenado por Antônio Eckert, é formado por uma Associação e Ponto de Cultura responsável por pesquisas, montagens e apresentações de arte circense que, desde 1997, vem destacando a arte e a cultura como fonte de exercício à cidadania.’.
Agradecendo aos artistas, todo o público, os parceiros e incentivadores, Antônio Eckert avalia que o sucesso da cultura só é possível por meio da união de forças em favor do segmento, que, sem cessar, revela excelentes talentos para a cena cultural nacional e internacional. “Conversamos com o novo prefeito de Porangatu [Pedro Fernandes {PSDB}] e ele se posicionou disposto em valorizar a cultura, inclusive firmando parcerias com entidades de fora, como a nossa. Ele também garantiu que nos quatro anos do novo mandato a Mostra Teatral terá apoio da Prefeitura”, comenta.
Versando sobre o incentivo à cadeia produtiva cultural, algo constante no plano de governo de Pedro Fernandes, ele diz, que, com inovações, novas estruturas e comandos, o setor cultural da municipalidade só tem a ganhar. Entre outras prioridades da Administração 2017-2020, também está a reforma do Centro Cultural de Porangatu, que, observa, é um gestor, indutor, incentivador de atividades culturais e manifestações artísticas. Ele pretende ainda criar uma Escola Municipal de Teatro.

(Jota Marcelo. Com informações do Ponto de Cultura do GTLO e da Seduce)